Brasil é o único país a fabricar preservativo sustentável

No Acre, na cidade de Xapuri, funciona há quase cinco anos a única fábrica de preservativos sustentáveis do mundo, chamada Natex, criada pela Fundação de Tecnologia do Estado do Acre (Funtac). O trabalho da Natex é centrifugar o látex in natura, que é recebido do seringueiro, e produzir o preservativo. Ou seja, a indústria produz camisinhas sustentáveis e ainda estimula a produção local. O preservativo é gratuito e distribuído em postos de saúde espalhados pelo Brasil.

 A empresa gera 150 empregos diretos e 700 seringueiros da Reserva Extrativista Chico Mendes recebem dois salários mínimos (ganho maior que no mercado convencional) pela produção. Segundo dados do IBGE, a cidade de Xapuri possui cerca de 16 mil habitantes, dos quais 25% estão na zona rural.

O extrativismo representa 83% da renda familiar dos acreanos, que extraem mais de 6 milhões de toneladas da matéria prima todos os anos.  O que torna o Brasil um dos maiores produtores de látex do mundo.

O objetivo da empresa, que iniciou como um projeto do governo do estado do Acre em parceria com o governo federal, buscava alternativas para diversificação dos processos de industrialização de produtos extrativistas e, desta forma, valorizar o potencial florestal do Estado e as famílias que vivem na floresta. Além disso, visam desenvolver tecnologias para aumentar a competitividade dos produtos florestais, reduzir a importação de preservativos masculinos por parte do Ministério da Saúde, ampliar o parque tecnológico de produção de insumos de prevenção de doenças e expandir as ações das atuais campanhas de prevenção do Programa DST/AIDS.

A empresa gera 150 empregos diretos e 700 seringueiros da Reserva Extrativista Chico Mendes recebem dois salários mínimos (ganho maior que no mercado convencional) pela produção.Além do estímulo a produção local, a empresa fez com que fossem instaladas 200 unidades de saneamento básico, 170 kits de energia solar nas residências dos 24 seringais que participam do projeto, além da recuperação de ramais para o escoamento da produção e, reabertura de varadouros (caminhos que levam a áreas de produção).

A usina de centrifugação da Natex é a única da América Latina que possui a certificação ISO 9001 (selo de qualidade) e produz cerca de 100 milhões de camisinhas por ano. O trabalho é resultado de inúmeras pesquisas, sempre com foco no uso responsável dos recursos naturais da floresta, respeitando o meio ambiente.

Fonte: Consumidor Moderno

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: