O Brasil tá sem notícia?

Ultimamente temos visto somente correspondentes internacionais nas telas da televisão brasileira, certo?

É só pensar na quantidade de notícias internacionais que temos visto alternadamente e sequencialmente na TV.

Primeiro com as manifestações na Tunísia, contra o governo do Presidente Zine Al-Abidine Bem Ali. Tudo começou em dezembro do ano passado por conta de um jovem que ateou fogo em si mesmo na cidade de Sidi Bouzid, quando alguns policiais impediram que ele vendesse vegetais em uma banca de rua sem permissão. O ato gerou uma onda de protestos por todo o país, contra o desemprego, e falta de liberdade numa região que a economia gira em torno da agricultura.

Quando os policiais começaram a usar munições verdadeiras contra os manifestantes, foi a deixa da oposição para lutar contra o governo do atual presidente. Que após umas semanas saiu do governo. Houveram muitas mortes durante todo esse processo, e isso foi o foco das mídias brasileiras durante o final do ano passado e o começo de 2011.

Com o acontecimento da Tunísia passado, manifestantes do Egito se animaram e quiseram fazer o mesmo. Começa então a Crise do Egito e mais uma notícia para a mídia brasileira se focar por um tempo. Com 30 anos no governo, o Presidente do Egito Mubarak decide nomear um vice, depois de muitos protestos para sua retirada do governo. Pois a população acreditava que ele era o culpado pela crise no país. Por conta de muitas questões sociais e políticas e por conta da continuação das manifestações Mubarak se retira do poder, deixando seu escolhido reinar. Após algumas mortes e um pouco de sensacionalismo, a mídia deixa o Egito de lado.

Pois então entra a Líbia na história! Acontece que os outros países entraram na onda para ‘defender’ os rebeldes dos ataques de Khadafi, que está no poder e estava atacando o próprio povo que estava contra seu governo. Foi um prato cheio pra mídia mundial, que estava querendo desfocar um pouco da história do Egito. Com os EUA entrando na história e os países do Reino Unido, a história ficava cada vez mais interessante para ser comentada. Mas ninguém parecia ligar para as reais manifestações, as mortes que estavam acontecendo, só queria matéria, matéria, pautas e mais pautas. Será que a comunicação hoje em dia é tão egoísta assim? E está cada dia se tornando mais e mais egoísta, pensando somente em seu próprio umbigo. Puro marketing, esses países que nunca deram apoio algum, ou sequer pensavam na Líbia, agora defendiam um povo desconhecido. Claro, isso foi bom, pois estavam de certa forma salvando vidas inocentes, que só estavam lutando por seus direitos. Mas será que esses países estavam mesmo se importando com a vida desses países? Quer marketing melhor que esse? Salvar vidas de um povo que nem é ‘seu’ na verdade? Pagar de bom moço diante todos no mundo, é o sonho de qualquer país certo?

Mas aí veio outras notícias não mais importantes, mas que tomaram as mídias porque afinal, a história na Líbia já estava ficando meio chata (mesmo ainda hoje estar acontecendo protestos lá). Eai veio o clássico europeu, jogo de Barcelona x Real Madri na semifinal da Liga dos Campeões, e o mundo só falava disso. Claro, falar de futebol é muito mais interessante do que mortes por um ideal não é mesmo?

E o jogo só teve seus 15 minutos de fama, pois veio o TÃO AGUARDADO casamento real, que tomou as Trending Topics, as tv’s, as rádios, os programas de fofoca, as revistas, os jornais. Era gente falando da monarquia inglesa, falando de todo o processo do casamento, relembrando fatos e foto da Lady Di, falando do vestido da futura princesa. Na sexta-feira, grande parte da população mundial acordou mais cedo (ou mais tarde, dependendo de onde estiver no mundo! rs) para assistir ao casal dando o beijo esperado na varanda do castelo. E no final de semana se seguiu os comentários sobre o acontecido.

Porém, sempre tem uma notícia que parece ser mais apetitosa para a mídia, e então, no domingo a noite vem a declaração do Presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama que o famoso e procurado terrorista Osama Bin Laden estaria morto. Muita gente não viu o corpo, muita gente não acreditou pra valer na notícia, mas era a notícia do momento, era a falação do twitter, da TV, dos jornais.

E então, a minha conclusão pra essa sequencia de acontecimentos, e a reação que a nossa mídia brasileira teve, cobrindo minuciosamente cada detalhe de cada notícia é: O Brasil ta sem notícia? Será que já esqueceram das pessoas que estão desabrigadas em Santa Catarina por conta das chuvas torrenciais? Ou até mesmo da área serrana do RJ que ainda está se recuperando de toda tragédia. No carnaval todo mundo esquece as notícias, claro, mas e depois? Voltam para as notícias internacionais! E o Brasil? Acho que está na hora de pensarmos um pouco mais em nós, e dar mais importância pros nossos problemas, que não são menos ou mais importantes do que os outros, mas são nossos, são do nosso território, e merecem ser vistos com mais atenção por toda a mídia brasileira!

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: