Case Arezzo vira assunto nas redes.

Vocês já devem ter ouvido sobre o Case Arezzo, que está triunfando os Trending Topics nos últimos dias.

O caso foi que dia 15 de Abril a Arezzo lançou a nova coleção da marca, repleta de bolsas, sapatos e casacos com pele de coelho e raposa. Diante desse fato, começou a explodir manifestações no twitter, de pessoas indignadas por conta do uso das peles. Deu tanto ‘pano pra manga’ que a marca teve que retirar os produtos das vitrines e divulgou um comunicado à imprensa como um ato de respeito e transparência, dizendo que as peles usadas na confecção das peças haviam cumprido todas as leis envolvidas na questão e que não cabia à imprensa discutir a causa.

A questão abordada, acabou gerando uma série de outras discussões pois, será que as manifestações só aconteceram porque as peças eram feitas de pele de coelho e raposa? E quanto às outras tantas peças que vemos por aí, de pele de cobra, lagarto, jacaré… Que inclusive, têm o mesmo público-alvo que a Arezzo?

Como diz um texto que li em um site cultural, se formos mais além, essas mesmas pessoas que explodiram o twitter de mensagens e críticas à Arezzo, deveriam parar de comer carne, não comprar roupas de couro legítimo, adotar cãezinhos em abrigos, ao invés de pagar fortunas por raças superiores.

Por um lado, podemos até aceitar as críticas à marca, pois afinal, um país como o Brasil, com um clima tropical não precisa de enormes casacos de pele, que geralmente são usados nos terríveis invernos da Europa – e por isso, lá sim, esse tipo de peça faz sucesso!

Mas partindo do princípio de que as manifestações foram altamente grosseiras, e acabou prejudicando a marca que, na teoria estava de acordo com leis e processos do segmento, podemos perceber a força das redes sociais. Já cansamos de falar sobre isso aqui, em todos os portais, sites, publicações… Todos sabem que as redes hoje viraram algo que não conseguimos separar real do virtual. Porém um case novo sempre dá uma percepção diferente sobre como é essa não-divisão dos ‘mundos’.

Falar sobre alguma marca em redes sociais, é uma responsabilidade muito grande, ainda mais quando o que foi falado atinge um grande número de pessoas, e pior ainda quando o assunto vira TT no twitter!

Não estamos aqui defendendo a marca, muito menos as críticas. O importante é sempre zelar pela imagem de sua marca, sempre atentar-se para a interatividade com o cliente pelas redes, evitando manifestações como essa que podem prejudicar sua empresa de várias formas.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: