Arquivo de fevereiro \21\UTC 2011

Mídias novas para um novo consumidor

O mundo digital está cada vez mais forte e dominante nos meios de comunicação. Você ainda lê jornal impresso? Talvez sim, mas seus filhos com certeza não farão isto quando tiverem a sua idade. Sendo assim, vamos transportar isto para a realidade da publicidade.

Ja demonstramos aqui como uma campanha em iPads e iPhones pode ser mais eficientes e mais barata do que em TV, e este é só um dos exemplos. Uma boa referência sobre essas tendências pode estar nas palavras do VP de atendimento da WMcCann, João Jote.

“Cada vez mais a parte digital está assumindo um papel estratégico na comunicação das marcas. E para FAST isso não é diferente. É um conceito voltado para um target jovem – que está sempre em movimento e precisa de uma alternativa mais saudável de bebida. Na WMcCann temos uma estrutura digital completa, permitindo que a agência responda pelas demandas on e off de uma maneira integrada. Creio que isso pesou muito na ratificação da WMcCann como gestora completa da comunicação da marca.”

Outra mudança prevista está na própria internet e no modo em que as pessoas navegam por ela. Walter Lima, colunista do IDG Now, afirma que os sites/portais estão com os dias contados. Segundo ele, “na era das Redes Sociais Conectadas e suas formatações em Mídias Sociais Conectadas, as empresas encontraram uma grande oportunidade de conversar com os seus públicos-alvo sem a necessidade de trazê-los para os portais corporativos”.

“Nesse novo ecossistema informativo, a função do Portal está em xeque. Com o formato de acesso via dispositivos móveis e por intermédio de aplicativos, os agentes inteligentes logo tomarão conta desse meio, permitindo que o usuário receba informações que necessita sobre a empresa (serviços e produtos), mas esta interface emergirá da base de dados que contém a sua historicidade, rotas de acesso, dados sobre a sua agenda do dia, informações sobre o planejamento futuro de atividades, perfil, visão de vida etc. Parece ficção, mas esse momento está bem próximo” diz Walter.

Pois é, o comportamento do consumidor é curioso e volátil. Prepare-se!

Segredos do email mkt

Você sabe por que emails marketing funcionam ou não? Hoje em dia a quantidade de informação que as pessoas recebem não para de crescer. Com tanto conteúdo, é natural que filtros sejam utilizados para diminuir a quantidade de informação recebida. Porém, se o conteúdo sabe como interagir com os receptores dessa mensagem, as chances de suas campanhas serem relevantes são maiores.

Uma pesquisa realizada pela ExactTarget com 1.500 internautas apontou quais os principais motivos para as pessoas deixarem de receber mensagens de e-mail marketing. Não sei se é exatamente uma novidade, mas é uma boa linha de raciocínio e é obrigação saber ao criar a peça:

  • E-mails muito frequentes – 54%
  • O conteúdo se tornou repetitivo ao longo do tempo – 49%
  • Recebe muitas mensagens e precisa selecionar as empresas – 47%
  • O conteúdo se tornou irrelevante – 25%
  • Prefere ir atrás da informação ao invés de receber mensagens irrelevantes – 24%
  • Assinou a lista de email para participar de apenas uma promoção – 22%
  • Minhas informações mudaram (casamento, mudança, carreira) – 13%
  • Mudou para o mailing de uma empresa com melhores informações- 8%
  • Encontrou outra forma de receber informações (Twitter, Facebook) – 6%

Muitas empresas perdem grandes oportunidades de realizar vendas via e-mail marketing por não ouvirem o que seus clientes estão falando. Aliás, os três primeiros motivos de desistência são causados pelas próprias empresas.

Dosar a quantidade de e-mails, variar o as mensagens e ter um conteúdo atrativo, são ações que sua empresa pode fazer e diminuir a taxa de perda de clientes que aceitaram se cadastrar em seu mailing.

Segmentar as mensagens de acordo com o perfil de cada cliente já é um grande passo. Enviar e-mails com ofertas baseadas em históricos de navegação também ajuda a aumentar a importância de seus e-mails, pois o cliente receberá a oferta de um bem que ele demonstrou interesse antes.

 

Social Media Week – O que rolou de mais importante

A semana que passou foi premiada com Social Media Week. Pouco foi divulgado sobre o principal evento de redes socias do mundo, mas aqui o que vale não é só o Campus Party.

Social Media Week (SMW) é uma plataforma global que conecta pessoas, conteúdo e conversa em torno das novas tendências em móveis e meios de comunicação social. O evento foi gratuito e rolou entre os dias 07 e 11 de fevereiro de 2011, no Centro de Convenções da FAAP. Isto em São Paulo porque o mesmo evento aconteceu simultaneamente em Los Angeles, Milão, Bogotá, Cidade do México, Buenos Aires, Londres, Paris, Nova York, San Francisco, Toronto, Paris, Roma e Hong Kong. É com certeza o que há de melhor neste nicho de comunicação.

Como existe muita dificuldade em se obter informações sobre o resultado final do evento, iremos reunir aqui os principais pontos de discussão e repercussão do evento.  Abaixo os comentários de quem esteve no SMW, da própria organizadora e de blogs de colegas que estiveram no evento.

SMW/SP: Resumo

Por: Oi Acontece

Contando com os principais nomes que têm feito parte do universo da comunicação e mídias sociais, São Paulo foi uma das nove cidades escolhidas para receber a Social Media Week. E aqui foi um sucesso.

Não só recebemos os principais nomes em comunicação e mídias sociais, como integramos seus universos aos de quem esteve presente na plateia. O modelo adotado foi menos de palestra e mais de bate papo, já que acreditamos que não há respostas certas quando se fala de social media. Os convidados compartilharam sobre os caminhos que têm tomado, o que têm visto que dá certo e o que é #fail.

Debates que ajudaram a construir um pouco mais as ideias foram o principal motor dessa edição, intensa, mas muito produtiva. Com mesas sequenciais, não dava para ficar preocupado em perder um assunto em outro lugar. Era uma imersão de qualidade em cada assunto, mesmo com assuntos aparentemente triviais, como humor e trollagem, mas que trouxeram esclarecimento aos temas.

Mais do que um evento de mídias sociais, foi uma experiência social rica, onde tuitar ou blogar sobre o evento era consequência dele, valorizando as relações pessoais, onde quer que estejam as pessoas.

Saiba como foi nas outras cidades dia por dia pelo blog da Oi Acontece especial para o SMW.

Já que é um evento de redes sociais vamos saber o que foi mais comentado pelo Twitter durante o evento, certo?! Abaixo os 140 assuntos/tweets mais relevantes:  Continue lendo

Acabou a semana! Então vamos relaxar com algumas postagens mais recreativas, bem humoradas. #hojeesexta

Como #hojeesexta vamos mudar um pouco o espírito corporativo e descontrair o ambiente. Abaixo algumas coisinhas bacanas e outras nem tanto que servirão para deixar o clima mais leve em uma sexta que promete.

Incrível tecnologia: “fique com a namorada e saia com os amigos ao mesmo tempo”

Não é preciso dizer muito, o filme fala por si, e combina com perfeição com esse clima de bar que a sexta-feira aflora em nossos corações.

O Andes Friend Recovery (AFR) é uma unidade de telepresença, que pode conectar você – enquanto estiver em casa assistindo “Titanic” com a namorada – com os amigos no bar. Além de conversar, o robô é capaz de virar a cabeça e dar aquela olhada nas garotas que passam.

Googleokê

Você ficaria surpreso em saber do que é capaz aquela voz do Google Translate. Descubra o que acontece quando ela resolve cantar sucessos nacionais e internacionais no Googleoke.

Os Seminovos – Eu não tenho iPhone

Na esmagadora maioria de publicações somos defensores da tecnologia, do desenvolvimento de novas plataformas, mídias sociais e por ai vai. Mas como #hojeesexta até isso vamos fazer diferente. Imagine que não deva ser fácil para um Social Media postar coisas do tipo, só que o vídeo e a música são tão divertidos que não dá pra ser rabugento essas horas.

O verdadeiro campeão do Super Bowl – Mini Darth Vader

Sim! Sabemos que você já deve ter sido visto esse filme umas 3 vezes pelo menos. Isso levando em conta apenas o momento em que você mostrou o molequinho para o colega de trabalho da direita e da esquerda. Mas não vamos deixar de fora o mini  Darth Vader do filme do novo Passat 2012, “The Force”, porque #hojeesexta.

Jogos da EA Games por apenas US$1 na App Store

Essa é para quem TEM iPhone. A medida que a tarde passa a ansiedade para que o dia acabe é ainda maior. Portanto, vá até a App Store e aproveite. A promoção vale só por 48h e começou ontem, ou seja, você precisa correr. Mas lembre-se: para comprar os produtos, você precisa ter uma conta na App Store americana. Se você não sabe como fazer, veja um tutorial aqui!

Essas são só algumas dicas para você passar essa sexta-feira de maneira bem humorada e entrar no final de semana relaxado. Mas se, por ventura, seu chefe não gostar nada da ideia faz o seguinte: coloca ele na webcam para ajudar estudantes e iniciantes da área.

Seu chefe na Webcam

1º Passo: Envia este link para o seu diretor.

*Trata-se de um site em que diretores de agências de propaganda orientam estudantes e outros colegas com assustos corriqueiros da nossa área. Experimenta!

2º Passo: Volte a baixar os joguinhos da EA Games. Quem sabe ele estará ocupado com as perguntas da webcam e te deixa em paz.

A publicidade deve recorrer as novas mídias.

Alienados? Dominados pela nova tecnologia? Alimentados pelo consumismo tecnológico?

Estas perguntas se fazem para tentar entender o domínio da gigante Apple e das suas novidades que mudam hábitos e comportamento de consumo das pessoas. Inclusive, a Motorolla aborda esta “alienação” em seu novo filme para a campanha do tablet XOOM.

Na realidade a resposta é simples! Como já dizia o poeta Raul: o ser humano é uma metamorfose ambulante. Vivemos numa sociedade cíclica, ao exemplo do mercado da moda que vai e vem, só que além disso o novo e o melhor sempre nos atrai, quase que instintivamente. É por isso que a Apple faz tanto a diferença e é sucesso. O objetivo aqui não é fazer propaganda ou defender a marca, mas ela sai na frente sempre e simplesmente pensa em novas soluções que podem mudar o jeito como as pessoas vêem as coisas. O que impacta o modelo de publicidade que temos.

A verdade é que tudo isso é pra dizer que nosso mercado está 100% envolvido nisto e quem não enxergar dessa forma está obsoleto. Colegas, o que dizer sobre os apps, iAds e plataformas da maçã? São coisas que começaram com ela e hoje estão presentes em tudo. Para se ter um exemplo, escute o que Arnaldo Jabor tem a dizer sobre as redes sociais e estas “coisas” na crise do Egito. A verdade é que toda essa parafernália tecnológica já faz parte (ou deveria fazer) dos nossos planos de mídia e parecem ser muito mais eficazes do que os meios tradicionais.

A pequisa da Nielsen, divulgada essa semana e encomendada pela Campbell’s (empresa de sopa) e  Apple aponta que estes iAds, anúncios nos apps para iPhone, iPod e iPad, são mais eficientes do que as peças veiculadas em TV. Será que alguém mais vê o quanto isso é representativo? É claro que sim! rs

O que foi detectado com esta pesquisa é que as pessoas expostas a esses iAds se recordam da marca com 5 vezes mais frequência do que àquelas que assistiram ao comercial na TV. O mais impressionante, além disto, é que a intenção de compra deste público foi 4 vezes maior. Deu pra sentir o grau de penetração dessa mídia?

E é ai que vem o grande lance do negócio. A Apple cobrou cerca de US$ 1 mi pela propaganda (iAd) nos apps. Por outro lado a Campbell’s teve que investir US$ 25 milhões nos anúncios de TV.

O alto desempenho dessa mídia alternativa se dá pela diferença entre o que é tradicional e cansativo (TV) e a tecnologia na nova modalidade de publicidade. E outra, o custo da campanha nos apps da Apple foi muito inferior.

O mundo muda e vai sempre continuar mudando. Como profissionais que somos não podemos ficar presos aos mesmos modelos esperando os mesmos resultados. É preciso caminhar tão rápido quanto essas mudanças, às vezes até mais rápido, caso contrário o fracasso é eminente.


Tolima 2 x 0 Corinthians… Uma eliminação. Várias marcas. Muito dinheiro em jogo.

PAIXÃO, EMOÇÃO, VIBRAÇÃO… O futebol é cheio de características próprias e que são capazes de transformar simples pessoas em embaixadores fanáticos por seus clubes. É quase inexplicável o fato de tantos sentimentos se misturarem quase que simultaneamente durante aqueles 90 minutos.

O que pensar quando seu clube de coração é eliminado da competição que mais almeja e que nunca conquistara ao longo de 100 anos de história? Realmente deve ser bem difícil. Imagine aqueles sentimentos todos (PAIXÃO, EMOÇÃO, VIBRAÇÃO…) tomados repentinamente pela angústia, tristeza e desilusão. Desesperador. Mas é o que com certeza sentem os torcedores corintianos após a derrota de ontem.

O lance aqui é não falar de futebol ou simplesmente para tirar uma onda com a cara dos colegas torcedores do time da marginal . Nós somos publicitários e é sobre nossa área que vamos debater.

O querido presidente Sanches e seus dirigentes de futebol estão de cabeça cheia hoje. Não só com a eliminação do Corinthians, mas também com o enorme prejuízo que terão com esta derrota histórica. Em 2010 o time já havia abusado nos investimentos para o ano do Centenário. Segundo o clube, superaram 30% a mais do que o planejado. Não veio a sonhada Libertadores, o Brasileiro e título nenhum. Os estádios sempre cheios dão uma boa receita ao time. Mas o que pensar do que se perdeu em publicidade? E os patrocínios desvalorizados? No ano que passou o Timão seguiu um certo período na competição. Mesmo assim sua eliminação custou aproximadamente R$ 12 milhões ao clube. Isto tudo em patrocínios, direitos de televisão e as premiações da própria disputa. Quanto deve ser o prejuízo da eliminação deste ano? Você acharia fácil bancar uma folha de pagamento mensal de R$ 7.000.000,00. Se fosse aqui na agência… rsrs

Ao falarmos em times de futebol entende-se a torcida como o maior patrimônio. Agora como se trabalha um público com descrenças, insatisfeito, mas que, ao mesmo tempo, é quem pode tirar o clube de um possível colapso financeiro? E as empresas patrocinadoras que investiram nessa equipe?

Aí a Hypermarcas apostou na grande jogada de marketing que o Corinthians fez ao trazer o Ronaldo. Fez muito bem na época! Afinal, em 2010, o time foi o segundo mais bem valorizado no Brasil, perdendo só para o Flamengo. E agora, hein?!

Ao renovar o contrato de patrocínio de 40 milhões de reais, a Hypermarcas imaginava fazer um grande negócio para 2011. Como vai ficar a credibilidade conceitual de uma Bozzano ao ser relacionada com um jogador fora de forma, que andou em campo, nada produziu, ganha muito bem e só contribuiu para a desclassificação precoce do Coringão?

Jorge Henrique, atacante, estreiou sua nova chuteira da Adidas no primeiro jogo contra o Tolima. Leia o que ele disse em uma entrevista: “… Já utilizo a F50 há um bom tempo, ela me deu muita sorte na Copa do Brasil, na Libertadores de 2010 e dará também este ano! Estou muito focado nessa primeira partida, espero que consigamos ter um bom resultado aqui em casa”. Sorte na Libertadores em 2010? Ele está brincando, né?! Lembra daqueles 12 milhões? A nova F50 Adizero não deu sorte ano passado e já começou mal 2011. Que azar da Adidas!

Qual clube você acha que foi campeão de público nos estádios ano passado? Deve ter pensado no Flamengo, Corinthians, São Paulo, Cruzeiro, mas não foi nenhum desses. O Santa Cruz foi quem mais levou gente ao estádio. Tudo bem porque o time do Parque São Jorge foi o 2º colocado.  Mas tinha Ronaldo bem, Centenário, promessas de um novo estádio… Esse ano deve ser bem diferente.

São muito perguntas e muitos “mas” para serem respondidos. Isto tudo deve estar fervilhando nas mentes dos diretores do alvinegro paulista e principalmente das grandes marcas que apostaram alto, muito alto, no que seria uma grande estratégia de marketing. Perguntas sem respostas. No entanto, questões deste tipo mexerão muito com nosso segmento durante 2011. Quem diria que uma eliminação do Corinthians pudesse movimentar tanto o mercado de marketing e comunicação, hein?

Alguém sonha ser publicitário?

Eu queria ser jogador de futebol quando era criança. Até os meus 14 anos era o que eu dizia para minha mãe. É bem verdade que os tempos eram outros. Nesta idade eu ainda tinha meus bonequinhos do Comandos em Ação. Sabe aquele que mudava de cor na água fria? Era o meu preferido.

Hoje em dia não é mais assim. Existem crianças blogueiras que aos 13 anos são sucesso no mercado da moda dos EUA. Que pena! Mas enfim, os tempo mudaram e o mundo não é mais o mesmo.

E qual será o sonhos das nossas crianças de hoje? Certamente ainda temos adolescentes querendo ser médicos, engenheiros, advogados… Porém o que faz alguém em sã consciência sonhar em ser publicitário? Em um mundo cada vez mais capitalista em que “marketeiros” são vistos como bicho papões fica difícil encontrar a resposta.

Tudo deve estar perdido então!

Mas o que dizer dos gênios que invadiram nossas mentes inocentes com os sirizinhos que vendiam cerveja (nã nã nã nã) e do tiozinho do refrigerante sabor laranja? Vai dizer que você não gostava dos bichinhos que bebiam leite? Duvido que não tenha retirado o seu em um dos pontos de troca.

Você acha que só os médicos salvam vidas?

Não somos carniceiros que apenas tentam vender a mãe. Também temos coração! Mais do que isto, somos profissionais que lutam diariamente contra o velho, contra o igual, tentando fazer VOCÊ ser diferente do que seus concorrentes.

Pensando melhor não existe nenhum gênio nesta área. Existem artistas!

Acho que encontrei a resposta daquela pergunta. Um publicitário não se faz só de conceitos, fórmulas prontas ou de artigos. Para ser um publicitário você precisa ser talentoso, ter o dom de criar o inimaginável.

Pode ser que realmente a maioria dos adolescentes não sonham ser publicitários. Ainda bem! Não é pra quem quer. É pra quem pode!

Parabéns colegas!

%d blogueiros gostam disto: