As 10 tendências globais de consumo de mídia

Será que a TV ainda é carro chefe? O que acontecerá com a internet e as redes sociais, e como o celular é mensurado neste sentido? Jornal, rádio, tablets e mais um monte de coisas…

Respondendo perguntas como estas, o site Advertising Age (EUA) listou o que acredita ser a tendência nas mídias para os próximos anos. O cenário da mídia mundial tem espelhado uma economia mais ampla – o que quer dizer que as nações desenvolvidas estão se fragmentando enquanto nações em desenvolvimento estão tendo sucesso. Isto é tão verdade para TV e jornais como é também para vídeos online e mobile.

Mas e ai?! A TV ainda funciona? Sim! Principalmente nas classes sociais mais humildes. No Kenya, por exemplo, a taxa de penetração da TV cresceu cerca de 60% para 70% em quatro anos: de 2005 a 2009, mesmo tendo um crescimento de quase metade dos números de lares mensurados. E no Brasil? Vamos falar da nossa realidade. Mesmo nas favelas de São Paulo, o aparelho de TV é líder em vendas na cadeia de varejo Casas Bahia, apesar do fato de que os moradores tendem a não ter eletricidade ou água corrente. A TV Globo, por exemplo, tem transmitido novelas produzidas localmente desde os anos 1970, e muitas dessas atingem audiência de 80 milhões de telespectadores.

Vamos falar de redes sociais. Quando se trata de tempo de permanência no site, o Facebook massacra todos os rivais com 6 horas contra menos da metade para todos os outros sites considerados top 10. De acordo com o estudo da rede DDB, de 1.642 usuários internacionais do Facebook, a média de fãs auto-declarados é de 31 anos, sendo que eles seguem 9 marcas. ¾ deles (76%) já clicaram em “curtir” para sinalizar que são fãs da marca. Em contrapartida, 95% deles esperam um tratamento especial e 94% estão dispostos a defender a marca se necessário. A inovação dos cyber cafés têm ajudado a propagar o uso da internet nos mercados emergentes.

Dizem por ai que as tablets, internet e celulares irão acabar com os veículos off-line. Só que em países ainda em desenvolvimento, caso do Brasil, isto não é tão dinâmico como se imagina. Apenas na Índia, outro exemplo, o número de jornais pagos subiu 44% e chegou a 2.700 títulos desde 2005, respondendo por mais de 1/5 de todos os títulos de jornais do planeta.

De modo geral tudo que é digital está evoluindo e crescendo muito rápido e isto tem que ser levado em conta nas projeções. A TV ainda é forte, o jornal ainda existe, mas a web está cada vez mais dominando a atenção das pessoas. É a grande tendência mundial. O tempo gasto com computadores tem triplicado nas últimas décadas entre crianças de 8 a 18 anos. A maior parte do tempo gasto deste grupo é em mídia social, seguida no ranking por jogos, sites de vídeo e mensagens instantâneas. O pacote consumido por crianças engloba na média um total de 10 horas e 45 minutos de conteúdo de mídia em um período de 7 horas e meia de exposição. Agora faça um exercício: imagine o quanto este grupo irá consumir em média, em 10 anos, quando eles entrarem no mundo dos negócios e começarem a consumir de fato.

Porém não podemos esquecer o motivo principal de nossa existência: a criatividade. Ela sempre deve ser a base de nossos planejamentos e a responsável por abrir novas alternativas. Já mostramos aqui no blog propostas geniais que garantiram o sucesso da ação. Não há receita de sucesso, mas aliando expertise, criatividade e a análise correta do mercado e suas curvas poderemos chegar aos resultados que buscamos.

Referência:  AdNews

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: